Observação de aves Flutuação Receptivo Rio da Prata Passeio a cavalo
Rio da Prata
NOVO SITE OFICIAL!
Lançamos recentemente nosso novo site oficial, muito mais moderno, dinâmico e interativo.

O novo design permite que você tenha acesso às informações dos passeios, mapa de localização, disponibiliza também seções para que possa enviar suas experiências através de fotos, vídeos, depoimentos e sugestões.

Gostaria de conhecer o novo site?
  Os passeios
  Sustentabilidade
  Prêmios
  Fotos
  Vídeos
  Dúvidas frequentes
  Reportagens
  Notícias
  Ecologia
  Localização
  Onde comprar
  Informações preliminares
  Roteiro de Estudo do Meio
  Promoções
  Hospedagem
  Blog
  Youtube
  Twitter
  Orkut
  Facebook
  Fotos de visitantes - Envie a sua
  Depoimentos
  Envie cartões postais
  Papel de parede
  Receitas
  Outros passeios do grupo na região de Bonito
  Trabalhe conosco
  Links
  Contato
  Pantanal
  Receba nossa newsletter
  Nome
 
  E-mail
 
  Confirme o código abaixo
 
 
 








 
Busca

 
Ecologia
 

Serra da Bodoquena - MS

BOGGIANI et al. (1999), relata que, "a Serra da Bodoquena constitui planalto escarpado a oeste, no sentido da Planície do Pantanal, e suavemente inclinada a leste, onde transiciona para a planície de inundação do Rio Miranda. Apresenta-se alongado no sentido norte-sul, com cerca de 300 km de comprimento e largura variando de 20 a 50 km, sustentado por rochas calcárias do Grupo Corumbá (Neoproterozóico III)". ..."Em função da estrutura tectônica, a porção central do Planalto é caracterizada por um maciço rochoso elevado onde predominam exposições dos calcários calcíticos da Formação Tamengo". Continua, "...neste maciço rochoso elevado, com altitude que variam de 450 a 650m, praticamente não ocorreu desenvolvimento de solo. O substrato rochoso é coberto por um dos últimos remanescentes de vegetação do Planalto, caracterizado por matas estacionais semi-decíduas, motivo pelo qual foi criado em 21/09/2000 o Parque Nacional da Serra da Bodoquena, com área de 76.400 hectares".

O Planalto da Bodoquena constitui feição de relevo localizada na porção centro-sul do Estado de Mato Grosso do Sul, na borda do Pantanal do Nabileque, onde localizam-se as cidades de Bonito e Bodoquena e parte dos Municípios de Jardim, Guia Lopes, Porto Murtinho e Miranda. Esta unidade geomorfológica é sustentada por rochas carbonáticas do Grupo Corumbá de idade pré-cambriana, e apresenta forma alongada, na direção norte-sul, com 200 km de comprimento e largura variando de 10 a 70 km, conforme é descrito em BOGGIANI & CLEMENTE (1999).

Os mesmos autores observam que "...o Planalto da Bodoquena é inclinado para leste, tendo em  sua borda oeste escarpa de 200 m de desnível, voltada para o Pantanal. No centro há um maciço rochoso, (Maciço do Rio Perdido), onde se localizam as maiores altitudes que atingem por volta de 750 m;  ai  afloram rochas, onde se desenvolveu densa floresta ainda preservada;  para leste, as altitudes diminuem gradativamente, passando para a altitude de 330 m na cidade de Bonito, onde o Planalto se limita com a Planície do Rio Miranda que tem altitude variando entre 200 a 300 m."; ainda mais, "... a paisagem no Planalto da Bodoquena é influenciada pela presença das rochas carbonáticas do substrato rochoso;  estas rochas são solúveis e dão origem à inúmeras cavernas, "dolinas" e demais feições de relevo "cárstico". 

A Região de Bonito, no estado de Mato Grosso do Sul, é conhecida pelos singulares atrativos naturais que apresenta, em especial aqueles relacionados aos seus rios, com águas de incrível transparência, repletos de inúmeros depósitos de "tufas" calcárias que compõem cachoeiras e barragens naturais de incrível beleza. Estes depósitos de calcário fluvial, ainda em formação, apresentam interesse científico por possibilitarem estudos sobre os processos de sedimentação carbonática e... ; ...tufas calcárias modernas e antigas, estas últimas situadas em canais de drenagem abandonados...; além disso, "atenção especial para a qualidade das águas de seus rios, do que depende a continuidade do processo de formação destes depósitos".  No mundo, este conjunto de "tufas calcárias" talvez seja superado, em beleza e tamanho, apenas pelos depósitos de tufas do Parque Plitivice na Croácia, reconhecido como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO,(BOGGIANI et al., 1999).
 
As feições de relevo "cárstico", aliadas à porções de mata ainda preservada, insere o Planalto da Bodoquena num contexto de paisagem de exceção e de excepcional beleza que vem sendo recentemente muito procurado para atividades turísticas, (BOGGIANI op cit). Essas atividades turísticas se expandiram muito a partir de 1995, apontam BOGGIANI & CLEMENTE (1999).

As drenagens apresentam águas bicarbonatadas muito límpidas, o que proporciona o crescimento de "tufas"  associada a "musgos" e "algas" . A turbidez das águas dos rios é praticamente nula, e isto se deve ao fato de suas cabeceiras, que cortam o planalto e desembocam na margem esquerda do Rio Miranda, situarem-se em áreas de exposição de calcários muito puros da Formação Tamengo do Grupo Corumbá (Neoproterozóico III) ,(BOGGIANI et al., 1999).


Obs.: CARVALHO (1999), relata que a município de Bonito ganhou esse nome vindo da Fazenda Bonito, onde (AUTOR99-Template, 1999), havia se formado anteriormente o Presídio Miranda, criado em 1797 na tentativa de expulsar os "castelhanos". Em  torno desse local surgiu um povoado que posteriormente serviu de barreira e base na então Guerra do Paraguai. Também em artigo anônimo "Bonito não, maravilhoso !", (REPUBLICA, sd) e em NUNES, sd, relata-se  que esse núcleo iniciou-se em terras da "Fazenda Rincão Bonito", numa área de 10 léguas e meia, sendo adquirida pelo Capitão Luiz da Costa Leite Falcão, em 1869, do seu antigo proprietário Sr. Euzébio.

Em 11/06/1915-Lei Estadual nº 693 é criado o Distrito de Paz de Bonito, desmembrada do Município de Miranda, porém permanecendo subordinado ao mesmo. Um decreto do governador de Mato Grosso, oficializava em 14/06/1927 a sua fundação, sendo  só em  02/10/1948-Lei 145 elevado a Sede Municipal, através de ação emancipadora coordenada pelo Capitão Manoel Ignácio de Faria  e,  reafirmada em 30/12/1953  pelo Decreto nº1738, que fixou o quadro territorial administrativo-judiciário do ainda Estado de Mato Grosso, (CARVALHO, 1999;  REPUBLICA op cit).

Localizado ao pé da Serra da Bodoquena, no sudoeste de Mato Grosso do Sul, o município de Bonito faz parte da Micro Região Geográfica da Bodoquena (MRH 09), nas coordenadas  21º 07 16" de Latitude Sul e  56º 28 55" de Longitude Oeste.  Possui uma área total de 4934 km2, correspondendo a 1,40% das terras do estado, tendo limites com os municípios de Bodoquena (N e NO), Miranda (N), Anastácio (NE),  Nioaque (L), Guia Lopes da Laguna (SE), Jardim (S) e   Porto    Murtinho (SO e O), segundo o que descreve DIAS (1999).  Já em  TERRA/BONITO (sd)  encontramos que a área do município de Bonito é de 5285 km2 , implantado numa altitude de 350 m.

Segundo REPUBLICA (op cit.), Bonito/MS-Br, encontra-se numa altitude de 315 m, apresentado clima tropical, temperatura média de 22ºC, com vegetação típica de cerrado(*) e ocorrências minerais como areia, calcário, urânio, cobre, chumbo e dolomita,

Obs.: a região exemplifica parcialmente a vegetação pantaneira, devido suas condições geográficas específicas; - tem-se tufos  de cerrado e  matas livres de inundação; - tem-se campinas que  se encobrem pelas água durante as cheias, apontando figueiras e aroeiras em áreas mais elevadas; à margem dos rios, protegendo-os tem-se mata ciliar com vegetação típica.; - nos alagados tem-se ervas, aguapés, macro-algas, etc., (AUTOR99-Template, 1999)

Bibliografia consultada

AUTOR99- Template,  - Sucessões ecológicas e o bioma de Bonito. - São Paulo/SP: Colégio Rainha da Paz : Autor99-Template 1999: 7 p;  il. http://www.rainhadapaz.g12.br/projetos/ciencias/ecologia/bonito

BOGGIANI. P. C. & COIMBRA, A. M. - Quaternary limestone of the pantanal area. Brazil. Anais da Academia Brasileira de Ciências. -Campo Grande/MS; 67(3): 343-349, 1995.

BOGGIANI. P. C. & CLEMENTE, J. - A questão do licenciamento ambiental de empreendimentos turísticos no Planalto da Bodoquena - Mato Grasso do Sul - Dourados/MS : Revista de Geografia, UFMS, AGB-Dourados, (9):24.32, 1999.

CARVALHO, W. de,  - Bonito, editor responsável Wilson de Carvalho/ CW.As. & Marketing OK,  - (67) 9908-2687 -Aquidauana -MS , http://www.aquidauananews.com , 1999, 1 p.
 
REPUBLICA, -Bonito não, maravilhoso!; 5p, sd - site-http://www.republica.com.br/turismo

Professor Helcias Bernardo de Pádua,
Biólogo, Conferencista em "Qualidade das águas", Especialista em Biotecnologia, Analista Clínico, Professor do Curso " Qualidade das águas da aquicultura" e Professor de Biologia e Ciências.

Autor: Prof. Helcias Bernardo de Pádua helciaspadua@yahoo.com.br

 

Bonito Web - Todos os direitos reservados © 2014 - Desenvolvido por Gestão Ativa.